Projeto de Transformação Digital debate aumento da competitividade de empresas brasileiras

24 09 2021

  • Inscrições para participação no piloto estão abertas até outubro e contam com 40 vagas para acompanhamento e consultoria para a solução de problemas em micro e pequenas empresas

 

O Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) participou do webinar do Projeto de Transformação Digital, que integra o Programa Brasil Mais do Governo Federal, fruto de uma parceria entre o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e o Ministério da Economia, e tem como objetivo acelerar o crescimento e aumentar a competitividade de micro e pequenas empresas de todos os setores e segmentos da economia, incuindo o automotivo, através de iniciativas de digitalização.

 

O IQA foi representado pelo diretor executivo Bruno Neri, que esteve ao lado de Luciana Barbosa, do Ministério da Economia, e Mari Katayama, gerente da Coordenadoria de Programas do IPT em um debate online sobre como tornar as micro e pequenas empresas brasileiras mais competitivas.

“A ideia do Projeto é de aumentar a produtividade de Micro e Pequenas Empresas (MPEs), uma vez que a baixa produtividade se dá muito pela falta de pensamento em inovação. Devido ao seu tamanho, as empresas tendem a focar mais para os problemas do dia a dia, com baixo acompanhamento de novas tecnologias e maturidade digital”, afirmou Luciana Barbosa, que complementou dizendo que com investimentos nos problemas e qualificação dos trabalhadores as MPEs tendem a se tornar mais competitivas. “Entre os participantes do 1° piloto houve um aumento entre 30% e 40%”, disse.

O Projeto visa capacitar gestores e mão de obra, além de oferecer apoio técnico e consultorias especializadas. As intervenções se caracterizam pelo baixo custo e rápida implementação, com o intuito de atingir resultados rápidos e mensuráveis. Indicadores são medidos antes do atendimento e alguns meses depois da implementação da solução, para que o empresário tenha noção do impacto que as medidas estão tendo em sua empresa, e se sinta motivado a continuar implementando melhorias por conta própria. Até agosto deste ano, cerca de 50 mil empresas já foram atendidas ou estavam em fase de atendimento na primeira fase do programa.

O Programa Brasil Mais é dividido em três fases. A primeira tem como foco o aumento da produtividade e a adoção de melhores práticas gerenciais (atendimentos feitos pelo SENAI e SEBRAE, respectivamente). A segunda fase é de transformação digital, cuja metodologia está em fase de desenvolvimento com parceria do IPT e que deve ser lançada em larga escala a partir de 2022 com a meta de atendimento de 20.000 MPEs, e a terceira é de economia 4.0, que tem o objetivo atender duas mil empresas também a partir de 2022.

 

“Quando se fala de transformação digital, não podemos esquecer da maturidade das MPEs. Não basta levar tecnologia, é preciso mudar a forma de fazer negócio” afirma Mari Katayama. “A ideia é avaliar a maturidade digital das empresas participantes, fazer consultorias especializadas, diagnosticar os problemas e selecionar um a ser resolvido via solução de transformação digital”, completou.

 

Ao longo do projeto, as Micro e Pequenas Empresas vão ter acesso ao acompanhamento de um consultor especializado e terão oportunidade de discutir soluções técnicas que possam se adequar às suas prioridades de digitalização. O projeto tem duração de cinco meses e o objetivo é apresentar ao mercado de MPEs os benefícios da digitalização.

As inscrições estão abertas até outubro de 2021. Durante a fase de piloto do projeto, que deve atingir ao final do projeto piloto 180 empresas dos setores do comércio, indústria e serviços, não haverá custos adicionais para as MPEs, em função da parceria entre IPT e Ministério da Economia, conforme informou Mari.

 

 

Para assistir o webinar completo acesse: https://www.youtube.com/watch?v=8Mo_gyx-JZ4

1
Escrito por
Imprensa IQA