Rede Corporativa
, 04 de abril de 2020.
11/10/2013
Destaques
A ISO 9001 vai mudar: O que você precisa saber - oficialmente!
 
Como acontece a cada cinco anos, de acordo com as diretivas da ISO, as suas normas passam por um processo de revisão para determinar se devem ser mantidas, alteradas ou descontinuadas. A atual norma ISO 9001:2008 passou por esse processo em 2011 e, conforme a vontade manifestada pelos países membros do Comitê Técnico ISO/TC176, será alterada.
Algumas entidades têm promovido encontros, cursos e outros serviços alertando para a necessidade de as organizações se adequarem às novas mudanças baseados em informações de fontes desconhecidas pelo ABNT/CB-25.
A ISO é um fórum internacional de normalização composto por países associados, entre os quais se inclui o Brasil, que produz suas normas baseadas em amplo consenso entre esses países. A ABNT é a entidade brasileira que nos representa oficialmente na ISO. O Comitê Brasileiro da Qualidade – CB-25 da ABNT é o representante exclusivo do Brasil no ISO/TC176, encarregado das Normas de Gestão da Qualidade da ISO e, portanto, a única fonte oficial de informações sobre o processo de revisão das normas. Nenhuma outra entidade tem a atribuição de representar nosso país nos fóruns internacionais da ISO.
 
Algumas dúvidas frequentes sobre a revisão da ISO
 
As mudanças na norma ISO 9001 serão profundas?
O escopo da nova versão da ISO 9001 permanece o mesmo. Na essência, a nova norma não será mudada, no entanto algumas alterações importantes vão ocorrer em requisitos específicos da norma. Todavia, é importante ressaltar que as decisões na ISO são tomadas por consenso e ninguém, ao certo, pode afirmar quais mudanças prevalecerão na versão final.
Os objetivos chaves para a ISO 9001:2015 será a sua atualização para refletir as práticas empresariais modernas, as mudanças do ambiente de negócios, o uso intensivo da tecnologia da informação e a nova terminologia dos negócios. Deverá ser mantida a abordagem de processo, haverá a incorporação das mudanças em práticas e tecnologia de sistemas de gestão de qualidade desde a última grande revisão da ISO 9001 em 2000, será proporcionada uma maior ênfase na obtenção de conformidade do produto e a ideia é melhorar a compatibilidade com outras normas de gestão.
Quanto ao alinhamento das normas de sistemas de gestão, um grupo de coordenação técnica da ISO está procurando uma visão conjunta para as normas de sistemas de gestão, uma estrutura de alto nível para todas as normas ISO de sistemas de gestão, títulos idênticos dos itens sob a estrutura de alto nível e uma vocabulário genérico para as normas de sistemas de gestão. A diretiva da  ISO está definindo a estrutura e o formato comum para todas as novas normas ISO de sistemas de gestão e para as revisões das normas existentes, será definido um texto comum, já que aproximadamente 30% a 40% de cada norma terá um texto idêntico. Isso tudo trará um profundo impacto na nova versão da  ISO 9001.
 
Os princípios da Gestão da qualidade vão mudar?
Os princípios da gestão de qualidade irão ser alterados. Os novos princípios deverão ficar da seguinte forma:
  1. Foco no cliente,
  2. Liderança,
  3. Envolvimento das pessoas,
  4. Abordagem de processo,
  5. Abordagem sistêmica da gestão,
  6. Melhoria contínua,
  7. Abordagem factual da tomada de decisão e
  8. Relacionamento mutuamente benéfico com fornecedores.
Quando a nova norma será publicada?
A revisão das normas ISO passa por um ritual razoavelmente longo porque há necessidade do consenso entre os países membros em todas as fases. O processo de revisão atual deverá durar 3 anos, a partir de 2012. Caso todas as etapas sejam cumpridas com sucesso, a nova norma deverá ser publicada em 2015.
 
Qual o estágio atual de desenvolvimento da nova norma?
O processo de revisão tradicional passa basicamente por 6 estágios:
1º. NWIP – proposta inicial
2º. WD – minuta de trabalho dos especialistas envolvidos no processo
3º. CD – minuta do Comitê (hoje a norma encontra-se nesse estágio)
4º. DIS – fase quase definitiva da norma
5º. FDIS – fase definitiva
6º. IS – norma publicada.
Algumas dessas fases podem ser repetidas caso não se alcance o nível de consenso necessário para a mudança de fase. Atualmente a norma encontra-se no estágio CD.
 
De que forma o Brasil participa da elaboração da norma?
Quando um NWIP é aprovado, os países são solicitados a indicar especialistas para participar do projeto. No caso atual da ISO 9001, cada país teve o direito de indicar 2 delegados para participar do processo de revisão. O Brasil participa de duas formas: por meio de seus delegados nas reuniões internacionais e, remotamente, oferecendo comentários às documentos emitidos nas diversas etapas de elaboração das normas.
O Brasil, através de seus representantes, vem tendo participação ativa nas plenárias das ISO desde a década de 1990, inclusive ocupando várias posições de destaque no TC 176 e, assim como os demais países, fez seus comentários ao CD, que devem ser analisados e discutidos na próxima reunião plenária da ISO em novembro de 2013. Os comentários aceitos e as mudanças indicadas pelo consenso internacional serão incorporados à nova versão, possivelmente a DIS.
Para tornar a participação brasileira a mais representativa possível, o CB-25 divulga as informações por meio de eventos como reuniões, seminários e palestras e estabeleceu diversos fóruns de participação, tais como: grupos de trabalho regionais, grupos de trabalhos setoriais, fóruns abertos, etc.
 
O que eu preciso fazer, no momento, para preparar a minha organização para atender as mudanças da ISO 9001?
Uma boa recomendação no momento é acompanhar o processo e manter-se informado sobre as mudanças. Para tanto, consulte o ABNT/CB-25. Não há necessidade de precipitação.
Primeiro porque a norma está prevista para ser publicada apenas em 2015, depois porque o CD ainda é um documento intermediário. As mudanças que aparecem em relação à versão anterior ainda devem ser submetidas a comentários e votações e, portanto, não devem ser encaradas como definitivas.
 
A estrutura da norma vai mudar? Todas as normas da ISO serão idênticas?
A estrutura da norma vai mudar. Essa é uma decisão já tomada e faz parte da especificação de projeto da norma. No futuro, todas as normas de gestão da ISO, como é o caso da ISO 9001, da ISO 14001 e da futura norma ISO de Saúde e Segurança no Trabalho, terão a mesma estrutura e boa parte do texto comum. No entanto a parte específica das disciplinas de cada Sistema de Gestão continuará tendo personalidade própria.
 
A nova norma vai exigir que a minha organização implante um sistema de gestão de riscos?
Não. Não há nenhuma indicação ou tendência de que a nova versão passe a requisitar a implantação de sistemas de gestão de riscos. O que se pretende é que as organizações incorporem o conceito e adotem o risco como critério nas suas decisões. Para auxiliar na implantação de um sistema de gestão de riscos existem outras normas ISO, como a ISO 31000.
 
É verdade que a ISO 9001 não exige mais ações preventivas?
Não! Na verdade o que a nova revisão propõe é exatamente reforçar o conceito de ação preventiva. O que desaparece é o termo porque não se mostrou adequado em revisões passadas. O conceito de ação preventiva agora aparece associado às considerações de risco e incorporado em vários requisitos, já a partir dos primeiros capítulos da norma.
 
Minha organização é certificada. Quando passarei a ser auditado pela nova norma?
As decisões sobre os processos de certificação ocorrem fora do âmbito do ISO/TC176. Todavia, mantida a praxe das revisões anteriores, deve ser concedido um período de transição para as certificações se adequarem à nova revisão. De qualquer maneira, não deverão ocorrer auditorias formais, de acordo com a nova norma, antes de sua publicação em 2015.
 
 
Minha organização é certificada. O que vai acontecer com a minha certificação?
Novamente, considerando-se mantida a praxe das revisões anteriores e, considerando a natureza das modificações, é possível que as certificações atuais tenham que ser revalidadas.
É também muito provável que seja estabelecido um prazo em torno de 3 anos, a partir da publicação da norma, para que isso ocorra, bem como um período de coexistência entre as duas versões.
 
 
Os cursos oferecidos no mercado hoje são válidos?
Sim, esses cursos são válidos no nível de conhecimento somente. Todo curso só é realmente válido para uma possível qualificação após a publicação oficial da norma, antes dessa data todos os cursos servem somente para orientação.
 
 
São Paulo, 10 de Setembro de 2013.
 
 
ABROC – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO
Diretoria de Sistemas


Atalhos da página

Mapa do Site

IQA - Instituto da Qualidade Automotiva
Endereço: R. Nicolau Barreto, 643 - Vila Cordeiro, São Paulo - SP, 04583-001
tel. 55 11 3181-9181 www.iqa.org.br
Rede Corporativa e-Solution Backsite